quinta-feira, setembro 30

Um quase nada

“Com emoção ou sem emoção?”

É isso que muitas de nós escutávamos quando subíamos em algum balanço e esperávamos sermos empurradas no playground do jardim de infância. Agora, crescidas, somos impulsionadas não por alguém, mas sempre por uma causa maior. E quando o ‘novo’ aparece, só há duas direções: se jogar ou hesitar. O encanto não nos permite conhecer o que existe entre o 8 e o 80. O amor é contra-indicado para quem não sabe correr riscos.Mas, em caso de ferimento, contatar as amigas mais próximas e fazer da noite das garotas o seu pó cicatrizante. E isso se aplica a qualquer tipo de afeto, seja pelo capitão do time de futebol da escola ou pelo sonho que decidimos realizar.

A verdadeira adrenalina está em fazer o que der na telha sem sequer seguir algum conselho clichê. A grande intensidade da nossa existência fica na linha tênue entre a nossa sede de fazer acontecer e o nosso bom senso. Você não precisa ter uma grande cartada para cada jogada, mas também não pode estar alheia aos movimentos. Sinta a liberdade de ir e vir, e experimente uma voltinha no Sol. Use de toda sua genialidade e perceba que você pode estar no lugar certo e na hora certa.

A espera costuma fazer as borboletas voarem mais alto no seu estômago, mas quando o grande momento chegar, faça dele a volta mais excitante, como em uma montanha russa onde você esperou uma eternidade na fila! E no final, quando tudo pode parecer em vão, abra sua bagagem de tentativas e, sorrindo, saiba que foi por um triz. Que faltou assim, um quase nada.

Para vocês, um dia repleto de aventuras de tirarem o fôlego e encherem o ego!

quarta-feira, setembro 29

Nunca Vou Entender.

Mais um domingo que você me liga. Igual faz a uns quatro ou cinco anos. Você beija a sua mãe depois do churrasco, dá um oi carinhoso e finalmente pensa sem culpa na sua ex, cheira sua camiseta pra ver se a coisa tá muito feia e descobre que sua vida está prestes a ficar vazia: chegou a hora de me ligar.Você não sabe ao certo o que vê em mim, mas também não sabe ao certo o que não vê. Você sabe que pode ter uma mulher mais gostosa do que eu, mas por alguma razão prefere a gostosa garantida, aquela que ainda ri das suas piadas. Mesmo sendo as mesmas piadas há quatro ou cinco anos.

Aí você me liga, com aquele ar descompromissado e meigo de quem só quer ir no cinema com uma velha amiga. Eu não faço a menor idéia do que vejo em você, mas também não faço idéia do que não vejo. Eu posso ter um cara mais gostoso, como de fato já tive milhares de vezes. Mas por alguma razão prefiro suas piadas velhas e seu jeito homem de ser. Você é um idiota, uma criança, um bobo alegre, um deslumbrado, um chato. Mas você é homem. E talvez seja só por isso que eu ainda te aguente: você pode ter todos os defeitos do mundo, mais ainda é melhor do que o resto do mundo.
Aí a gente, sem saber ao certo o que está fazendo ali, mas sem lugar melhor para estar, acaba pulando o cinema que nunca existiu e indo direto ao assunto. O mesmo assunto de quatro ou cinco anos que, assim como as suas piadas, nunca cansam ou enjoam.

E aí acontece um fenômeno muito estranho comigo. Mesmo quando não é bom, mesmo quando cansado e egoísta você não espera por mim e vira pro lado pra dormir ou pra voltar à sua bolha egocêntrica de tudo o que é seu, eu sempre me apaixono por você. Todas as vezes que te vi, nesses últimos quatro ou cinco anos, eu sempre me apaixonei por você. Eu sempre estive pronta pra começar algo, pra tomar um café de verdade, pra passear de mãos dadas no claro, pra poder te apresentar ao sol sem receber mensagens de gente louca ou olhares curiosos, pra escutar uma piada nova. E você sempre ignorou esse fato, seguindo seu caminho que sempre é interrompido pelo vazio da sua camiseta fedendo a churrasco. Eu nunca vou entender. Eu nunca vou saber porque a vida é assim. Eu nunca vou entender porque a gente continua voltando pra casa querendo ser de alguém, ainda que a gente esteja um ao lado do outro. Eu nunca vou entender porque você é exatamente o que eu quero, eu sou exatamente o que você quer, mas as nossas exatidões não funcionam numa conta de mais.

Eu só sei que agora eu vou tomar um banho, vou esfregar a bucha o mais forte possível na minha pele e vou me dizer pela milésima vez que essa foi a última vez que vou ficar sem entender nada. Mas aí, daqui uns dias, igual faz há uns cinco ou seis anos, você vai me ligar. Querendo pegar aquele cineminha, querendo me esconder como sempre, querendo me amar só enquanto você pode vulgarizar esse amor. Me querendo no escuro. E eu vou topar. Não porque seja uma idiota, não me dê valor ou não tenha nada melhor pra fazer. Apenas porque você me lembra o mistério da vida. Simplesmente porque é assim que a gente faz com a nossa própria existência: não entendemos nada, mas continuamos insistindo.



Tati Bernardi

Seja um idiota!

A idiotice é vital para a felicidade.

Gente chata essa que quer ser séria, profunda e visceral sempre. Putz! A vida já é um caos, por que fazermos dela, ainda por cima, um tratado? Deixe a seriedade para as horas em que ela é inevitável: mortes, separações, dores e afins. No dia-a-dia, pelo amor de Deus, seja idiota! Ria dos próprios defeitos e de quem acha defeitos em você. Ignore o que o boçal do seu chefe disse. Pense assim: quem tem que carregar aquela cara feia, todos os dias, inseparavelmente, é ele. Pobre dele! Milhares de casamentos acabaram-se não pela falta de amor, dinheiro, sexo, sincronia, mas pela ausência de idiotice. Trate seu amor como seu melhor amigo, e pronto. Quem disse que é bom dividirmos a vida com alguém que tem conselho pra tudo, soluções sensatas, mas não consegue rir quando tropeça? hahahahahahahahaha! ... Alguém que sabe resolver uma crise familiar, mas não tem a menor idéia de como preencher as horas livres de um fim de semana? Quanto tempo faz que você não vai ao cinema? É bem comum gente que fica perdida quando se acabam os problemas. E daí,o que elas farão se já não têm por que se desesperar?Desaprenderam a brincar. Eu não quero alguém assim comigo. Você quer? Espero que não. Tudo que é mais difícil é mais gostoso, mas... a realidade já é dura; piora se for densa. Dura, densa, e bem ruim. Brincar é legal. Entendeu? Esqueça o que te falaram sobre ser adulto, tudo aquilo de não brincar com comida, não falar besteira, não ser imaturo, não chorar, não andar descalço, não tomar chuva. Pule corda! Adultos podem (e devem) contar piadas, passear no parque, rir alto e lamber a tampa do iogurte. Ser adulto não é perder os prazeres da vida - e esse é o único "não" realmente aceitável. Teste a teoria. Uma semaninha, para começar. Veja e sinta as coisas como se elas fossem o que realmente são: passageiras. Acorde de manhã e decida entre duas coisas: ficar de mau humor e transmitir isso adiante ou sorrir... Bom mesmo é ter problema na cabeça, sorriso na boca e paz no coração! Aliás, entregue os problemas nas mãos de Deus e que tal um cafezinho gostoso agora? A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios. Por isso cante, chore, dance e viva intensamente antes que a cortina se feche!
Arnaldo Jabour

http://4.bp.blogspot.com/_eXHHvaE85co/SwcuFxBr3uI/AAAAAAAAAPs/nPsK2sttYjQ/s1600/chorar-e-rir.jpg

dona anônima.

Ser anônima. Se eu fosse, poderia falar que não gosto de fulano ou sicrano. Falaria sem medo que eu já sofri por quem não merecia uma lágrima minha sequer e que ainda vou sofrer muito... Falaria que eu tenho um lado consumista, porém controlado, rs. Falaria que eu amo chocolate, mas odeio Física. Falaria que eu não aproveitei muitos momentos de minha vida, pois tinha medo das consequências. Mas falaria tbm, que estou aprendendo a lidar com as pessoas e que hoje não me importo tanto (eu acho). Falaria que eu não gosto de futebol, mas que amo vôlei. Falaria que eu sou feliz pela família que tenho. Falaria que eu sinto falta de alguém. Falaria que eu sou leal. Falaria que eu me apego muito fácil, mas que isso assusta as pessoas. Falaria que eu ODEIO perder. Falaria que eu tenho esperanças de encontrar alguém especial. Falaria que eu AMO ser Canceriana. Falaria que eu gosto de músicas antigas e bregas. Falaria que eu odeio gente fria. Falaria que eu odeio gente que sabe pouco e que se acha. Falaria que eu amo Pizza e Mc. Falaria que eu prefiro sorvete de napolitano. Falaria que eu prefiro calar do que falar, as vezes. Mas como em minha vida a opção de status "off-line" é inexistente, prefiro deixar isso tudo somente na minha cabeça, pra evitar comentários posteriores.





Dance...

Dance como se ninguém estivesse vendo vocêTrabalhe com se não precisasse de dinheiro Corra como se não houvesse a chegadaAme como se nunca tivesse sido magoado antesAcredite como se não houvesse frustraçãoGrite como se ninguém estivesse ouvindoBeije como se fosse eternoSorria como se não existissem lagrimasAbrace como se fossem todos os amigosDurma como se não houvesse amanhãCrie como se não existisse criticasVá como se não precisasse voltarAcorde como se nunca mais você fosse durmir denovoFaça a próxima viajem como se fosse a ultimaVista-se como se não conhecesse espelhosProponha como se não existissem as recusasBrinque como se não tivesse crescidoLevente como se não tivesse caídoCase como se não houvesse outroMergulhe como se não houvesse medoOuça como se não existisse o certo ou o erradoFale como se não existisse o certo ou o erradoAprecie como se fosse eternoViva como se não houvesse fimPrefira ser ao invés de terSentir ao invés se fingirAndar ao invés de pararVer ao invés de esconderAbrir ao invés de fecharApaixonar-se é um exercício de jardinagem arranque o que faz mal prepare o terreno semeie seja paciente espere segue e cuide, terá um jardim mais esteja preparado pois havera pragas secas ou excesso de chuva se desistir não terá um jardim terá um descampado.A paixão não se vê não se guarda não se prende não se controla não se compra não se vende não se fabrica, a paixão é a diferença entre o sucesso e o fracasso entre a duvida e a certeza daqueles que gostam do que fazem e dos fazem o que gosta apaixonados não esperam agem, a paixão é o que faz coisas iguais serem diferentes. Lembre-se que a arca de noé foi feita por apaixonados que nada conheciam sobre embarcação, e o ticanic foi feito por engenheiro profissionais e fabulosos que queriam mostrar o eu poder.Amanhã quando acordar pense se hoje valeu a pena, e apaixona-se porque em 24 horas você ira entrar no dia mais importante da sua vida, o dia seguinte!




Você aiinda vai amar e odiar a mesma pessoa, vai querer morrer e vai querer viver mais, vai se perguntar o porque de gostar, o porque de amar! Vai rir das coisas que passou, vai rir de como você era, de como você é, e de como você pensa ser. Vai querer mudar de nome, vai querer ser outra pessoa, vai perceber que você mudou muito, ou que você sempre foi a mesma pessoa! Vai querer rir com vontade de chorar, chorar com vontade de rir, vai acreditar e desacreditar, vai se perder em sua própria vida, vai arriscar mesmo sabendo das conseqüências. Vai deixar de tentar por medo, duvidas, vai se arrepender, vai querer voar. Vai querer sumir, se mudar para outro país. Vai querer recomeçar, mesmo nunca tendo começado, vai fazer planos com outra pessoa, mesmo ela nunca ter feito parte disso. Vai depender de alguém, vai pedir ajuda. Vai perder o orgulho. Vai perceber que mesmo sendo sempre a mesma pessoa, você nunca é você mesmo.

quinta-feira, setembro 16


Ultimamente penso realmente o que seria bom para mim..as vezes na noite fechos os olhos tentando uma fuga, mais meu desejo nem sempre me da o descanso do sono..sei sei que nem sempre o sono me da o descanso mais pelo menos nele realmente as coisas acontecem ...seria uma escolha errada a que eu fiz seria um ato desesperado o que faço... não me importo por que o que me guia e o meu coração e se não segui lo trairei aquele que mais deseja meu bem estar..

segunda-feira, setembro 13

Não deixe acabar!


Segure firme minha cintura, passe os dedos sobre os meus lábios e diga que ama todos os meus defeitos – até aquele. Faça eu escutar nossa música dezenas de vezes sem perceber e finja que eu nunca desliguei o telefone na sua cara. Ame a cor do meu batom e nunca tenha receio de tirá-lo. Seja o forte o suficiente para me segurar quando eu quiser te bater, me acalme com um beijo – nojento – de novela. Sorria sempre.

Não tente me entender, tento isso a dezoito anos e a única coisa que consegui fazer. Finja que não se importa com a minha maneira louca de ver as coisas, ame isso.

Siga-me enquanto eu caminho sem destino por aí com o fone de ouvido no último volume finjindo ser a garota mais interessante da cidade. Acredite nisso.

Não espere demais de mim, eu costumo a fugir quando fazem isso.
Enquanto eu não deixo a angustia transbordar, desligue o fogo.
Faça nunca parar de ferver.
Queime comigo.

REMAR


Já não sei dizer se ainda sei sentir. O meu coração já não me pertence, já não quer mais me obedecer! Parece agora estar tão cansado quanto eu. Até pensei que era mais por não saber que ainda sou capaz de acreditar. Me sinto tão só e dizem que a solidão até que me cai bem. Às vezes faço planos, às vezes quero ir para algum país distante e voltar a ser feliz! Já não sei dizer o que aconteceu se tudo que sonhei foi mesmo um sonho meu. Se meu desejo então já se realizou o que fazer depois, pra onde é que eu vou?
Eu vi você voltar pra mim; Olha, eu sei que o barco tá furado e sei que você também sabe, mas queria te dizer pra não parar de remar, porque te ver remando me dá vontade de não querer parar também.Tá me entendendo? Eu sei que sim. Eu entro nesse barco, é só me pedir. Nem precisa de jeito certo, só dizer e eu vou. Faz tempo que quero ingressar nessa viagem, mas pra isso preciso saber se você vai também. Porque sozinha, não vou. Não tem como remar sozinha, eu ficaria girando em torno de mim mesma. Mas olha, eu só entro nesse barco se você prometer remar também! Eu abandono tudo, história, passado, cicatrizes. Mudo o visual, deixo o cabelo crescer, começo a comer direito, vou todo dia pra academia. Mas você tem que prometer que vai remar também, com vontade! Eu começo a ler sobre política, futebol, ficção científica, o que for. Aprendo a pescar, se precisar. Mas você tem que remar também. Eu desisto fácil, você sabe. E talvez essa viagem não dure mais do que alguns minutos, mas eu entro nesse barco, é só me pedir. Perco o medo de dirigir só pra atravessar o mundo pra te ver todo dia. Mas você tem que me prometer que vai remar junto comigo. Mesmo se esse barco estiver furado eu vou, basta me pedir. Mas a gente tem que afundar junto e descobrir que é possível nadar junto. Eu te ensino a nadar, juro! Mas você tem que me prometer que vai tentar, que vai se esforçar, que vai remar enquanto for preciso, enquanto tiver forças!Você tem que me prometer que essa viagem não vai ser a toa, que vale a pena. Que por você vale a pena. Que por nós vale a pena.

Remar.

Re-amar.

Amar.

Acorda!


Eu continuando desabando em qualquer filme romântico que fale de amor. Continuo me apaixonando pelo ator principal e tendo que o esquecer toda vez que aquelas letrinhas idiotas aparecem. Porque eu não posso simplesmente não me importar? Seria mais fácil não pensar nisso tudo.

Mas, eu sinto necessidade de preencher o espaço dentro de mim com caras aparentemente incríveis.

Aconteceu de novo.

Ele não é exatamente bonito, mas é charmoso, muito charmoso. Mais velho, vinte e poucos anos de idade e muito experiência amorosa embutida em um sorriso de mil anos de aparelho – na verdade nenhum. É algo perigoso, mas um risco que eu correria por todos os dias da minha vida. Quer uma dica? Nunca se apaixone por um jornalista. Eles conseguem dizer coisas que você só saberia escrever. Isso é uma merda, você fica sempre na desvantagem. Por exemplo, outro dia ele mandou uma mensagens simulando uma doença: Estou com a gripe, aquela que vem do nada e te deixa na cama, delirando.

Ele diz até logo, e percebe que vou entender um Adeus. ”Querida, só estou com vontade de assistir Tv! Isso não é um eu não te amo mais. Eu sempre vou voltar.”

Você também deu um sorriso bobo agora? Eu dei.

Então eu abro meus olhos e percebo que o cara dos meus sonhos, continua no meu sonho.
Maldito script da vida real


quinta-feira, setembro 2

Penso, logo me frusto.


Acho que grande maioria das pessoas já sabia, ser rejeitada aumenta ainda mais seu interesse por alguém. Mas há uma grande chance de que esse desejo diminua assim que você reconquista a pessoa. Em um estudo, voluntários que tentaram ganhar um prêmio e não conseguiram concordaram em pagar para obtê-lo. Mas, assim que conquistaram o prêmio, 78 % quiseram trocá-lo. A descoberta pode ser aplicada no amor, segundo a autora do estudo, Ab Litt, pesquisadora da universidade de Standord, nos EUA, se você sonha com alguém que a rejeita, não seria tão feliz tão feliz quando imagina num caso de reconcialição.

Aliás, boa parte da nossa vida, passamos criando expectativas e nos frustramos por que obviamente quando imaginamos a coisa, cabe a ela as cores que pintamos e mesmo tendo conhecimento disso, ainda sim, sofremos quando nos damos contas que a realidade é bem diferente.

Todos os dias tento me propor o exercícios de esperar menos dos outros e de mim, mas cá entre nós, não consigo pensar em algo mais difícil. E você?